• Redator K2S

Você utiliza o Google Analytics no seu e-commerce? Saiba porque é importante!


Suas decisões estratégicas são baseadas em fatos e dados?


Hoje em dia você pode encontrar muitas ferramentas para auxiliar no domínio dos dados do seu e-commerce, uma das principais delas, robusta e gratuita, é o Google Analytics, mas saber usá-la a favor de um negócio não é para qualquer um.


Mas o que é o Google Analytics?


É uma ferramenta do Google que permite que você faça inúmeras análises, ou seja, uma plataforma gratuita que proporciona estatísticas e recursos analíticos de SEO e estratégias de negócios na web, assim como todas as informações relevantes referentes ao seu site. Pode-se dizer que é um termômetro para mensurar o grau de eficiência das táticas publicitárias do site. O Google Analytics é um software intuitivo e de configuração simples, mas que exige muitas especificações. Quando você utiliza a ferramenta de maneira eficiente, ele aponta maneiras de aperfeiçoar as campanhas e ajuda você na tomada de decisões. Sendo assim, se você quer se destacar, assim como tomar decisões de negócios mais seguras e efetivas, precisa dominar essa plataforma.


Com o uso do Google Analytics você pode compreender a conduta dos clientes no chamado pós-clique (assim como em outros modelos de atribuição). Você também pode visualizar como esses usuários se comportam depois que entram em no seu site, quis páginas são visualizadas e muito mais. Seus clientes estão preenchendo os formulários? Estão fazendo o donwload de conteúdo? Voltam a navegar? Estão comprando? Quais as fontes de atração? Dessa forma é possível conhecer tudo sobre o comportamento dos clientes no seu e-commerce. Se o principal propósito for ampliar a quantidade deleads, é simples configurar o app para quantificar as novas adesões de visitantes a determinada página ou site por período específico.


Dessa forma, o gestor pode acompanhar as variações dos indicadores, o que torna mais simples planejar ações para o alcance de metas, além de ser mais rápido descobrir se o que já foi feito trouxe resultados positivos ou não. Para dar realmente certo, é indispensável o mínimo de tato para descobrir quais métricas acompanhar e o quais aspectos variam de um negócio para o outro.


O primeiro passo para as análises no Google Analytics é selecionar o que vai ser mensurado, pois cada negócio requer metas próprias que exigirão ações particulares. Para encontrar a saída, responda à pergunta: quais metas são essenciais para o sucesso do meu negócio? (você pode utilizar o Modelo de Negócio Canvas para te ajudar nessa - confira nosso post). O software ainda te ajuda a descobrir isso por meio de um dashboard muito interessante que carrega automaticamente os dados mais relevantes, conforme os principais movimentos monitorados. Alguns dados oferecidos, são:


· Quantidade de pessoas que acessaram o site;


· Quais páginas receberam mais visitas;


· Quais origens de tráfego deram mais resultados;


· Informações sobre o perfil dos clientes: gênero, idade, interesse, estilo dos sites preferidos, etc.


Com o Google Analytics você estabelece seus planos e cria indicadores para saber como está a sua trajetória em direção a eles. O volume de acessos também é indicado pelo software. Por meio do número de visitas recebidas é possível descobrir dados atraentes, como por exemplo a quantidade de usuários únicos. Esse é um índice demonstrativo de que há novas pessoas sendo atraídas por seus produtos, serviços ou propagadas. Trata-se de uma métrica que convém manter em constante crescimento. É fundamental estabelecer intervalos específicos para comparações, isso pode ser feito anualmente, por semestre ou trimestre, mensalmente ou até mesmo diariamente, de acordo com a sua necessidade.


O Google Analytics destaca a origem do tráfego nas mídias digitais (confira nosso post sobre esse assunto), isso significa esclarecer de onde seus usuários acessam suas plataformas. Essas informações permitem que você possa analisar quais estratégicas mais trazem resultado ao seu negócio. Outra funcionalidade dssa ferramenta diz respeito as relatórios. Com ela é possível emitir relatórios sobre a preferência dos usuários em relação aos assuntos, que ilustra quais textos são mais lidos, quais produtos são mais procurados, quais formulários são mais preenchidos, e assim por diante.


A plataforma serve também como referência estratégica, ou seja, a partir dela é possível identificar oportunidades e focar mais esforços nesses canais. Por essa razão, o Google Analytics pode ser um dos principais agentes a favor de um bom gerenciamento empresarial. Uma das habilidades mais apreciadas nos profissionais de marketing e vendas é saber correlacionar os dados do Google Anlaytics com as interfaces alheias ao software. Aliás, no caso do e-commerce, será fundamental que haja uma boa conexão ao sistema da empresa, não é mesmo? As organizações esperam cada vez mais dessas soluções tecnológicas, por isso é indispensável estar preparado para fazer uso da melhor alternativa, seja no marketing ou na TI, permitindo o uso de várias ferramentas complementares disponíveis. Entre os instrumentos que podem ser acionados ao Google Analytics estão o Cyfe e o Power BI. Dessa forma, os relatórios ficam muito mais consistentes e úteis para o dia a dia, permitindo elaborar painéis customizados, inclusive com suporte para escalar números, sem perder em nada em termos de agilidade e proteção de dados.


Gostou do nosso post e quer utilizar o Google Analytis no seu negócio? Entre em contato com nosso time na Agência K2S e saiba a melhor maneira de investir nesse negócio!


Agência K2S © 2020 - Todos os direitos reservados.

unnamed.png
rr_selo.png